{INDICAÇÃO DE SÉRIE} 3%

             Olá amantes, tudo bem?
  Hoje venho trazer uma indicação de uma série muito maravilhosa que assisti esses tempos, uma série que está sendo muito bem falada nas redes sociais.


Cercada de expectativa, “3%”, a primeira série brasileira produzida pela Netflix, e já esta sendo entre o público brasileiro, eu comecei a assistir por pura curiosidade, e quando dei por mim, já estava ao fim da primeira temporada ansiando por mais.


A premissa se passa em um futuro indeterminado, ao completarem 20 anos as pessoas que habitam o miserável Continente têm a oportunidade única de participar de um dificílimo processo seletivo para morar na sociedade perfeita e paradisíaca chamada de Maralto. É mais um menos um grande Big Brother, uma gincana com diversas provas e entrevistas que colocam os concorrentes uns contra os outros e vão fazendo baixas pelo caminho. Só 3% são aprovados. Tudo é meio aleatório nessa distopia: por que 3% e por que 20 anos? Não se explica. Paradoxalmente, tudo é também previsível, porque o roteiro parece ter sido escrito com base numa cartilha, num guia passo-a-passo com regras rígidas sobre linguagem, personagens, diálogos e estrutura narrativa.


A série lembra em alguns aspectos “Jogos vorazes”, “Elysium”, “Divergente”, “Maze Runner” e diversos outros filmes e seriados que exploram situações semelhantes, mas com vale lembrar que mesmo lembrando tais séries e filmes, não é igual.

Claramente a série tem seus pontos negativos, como os diálogos entre os personagens que eu achei um pouco bruto e frio, e algumas atuações que foram bem horríveis. Mas a série em si tem um conteúdo bem interessante, e é bom darmos uma chance as séries brasileiras que em pouco tempo estão crescendo.




 A série também conta com os pontos altos que me deixaram aflita. O processo vai mudando a cabeça dos jovens, e ver a mente mudando e se transformando com certeza foi um ponto positivo para a série, a gente cria expectativas para um determinado personagem e vem a série e páh! Muda tudo, de um jeito bom, e as vezes não tão bom assim.

Enfim, deixo como dica aos assinantes da Netflix, que não deixem de conferir a série, e pra quem já assistiu, podem comemorar que a segunda temporada foi confirmada para 2017. 


10 comentários:

  1. Oiee
    Vi muita gente comentando mesmo sobre essa série, mas não sabia ao certo do que se tratava. Confesso que sua resenha me deixou bastante curiosa e louca para começar a assistir.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, assista e depois me conte o que achou ♥ Um beijo.

      Excluir
  2. Oii! Eu ainda não assisti, você acredita? Eu não sei se animo pra assistir, que nem você falou que as atuações são bem ruins. Dai não sei se veria, será que vale a pena mesmo?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, acredito haha! Algumas adaptações são ruins sim, mas no geral a série tem uma temática bem interessante, eu indico e acho que vale super a pena.
      Um beijo.

      Excluir
  3. Oii, tudo bem?

    Vi quando lançaram a série e fiquei bem interessada, mas depois me falaram que ficou um pouco parecido com as novelas e eu acabei desanimando. Um dia quando estiver atoa, até animo a ver.

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá! Olha, só você assistindo para tirar uma conclusão, eu tenho muito preconceito com séries, mas sempre assisto e no fim acabo gostando.
      Um beijo.

      Excluir
  4. Olá Ray!
    Também fui vencida pela curiosidade e depois de tanto ver a série na minha time line resolvi me render... Eu gostei, não foi apaixonante mas da para ver que foi bem desenvolvida, acredito que a segunda temporada venha com uma evolução maior em diálogos e interpretações, pelo menos essa é a minha esperança.

    Beijokas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, faça das suas palavras as minhas... Que a segunda temporada venha com tudo!
      Um beijo.

      Excluir
  5. Oi!
    Ainda não assisti 3%, mas confesso que tenho muita curiosidade. Gosto de distopias e o fato de ser uma série nacional me estimula muito, mesmo com todas as críticas que li por aí.
    Bjs!

    ResponderExcluir