{RESENHA} AMERICAN CRIME STORY: O POVO CONTRA O.J. SIMPSON, JEFFREY TOOBIN

americanTítulo: American Crime Story: O povo contra O.J. Simpson
Autor: Jeffrey Toobin
Tradutor: Lucas Magdiel
Páginas: 460
Ano: 2016
Editora: Darkside Books
SINOPSE – Craque recordista da NFL, a liga de futebol americano, o ídolo O.J. Simpson estava acima do bem e do mal. Simpson era o equivalente a Pelé, Messi ou Neymar em seu país. Tente agora imaginar a comoção que um país inteiro sentiu ao ver um herói do porte de O.J. ser acusado de um crime tão brutal: o assassinato de sua esposa, Nicole Brown, e do amigo dela, Ronald Goldman, a facadas. Em 13 de junho de 1994, tinha início um dos mais infames casos da história criminal dos Estados Unidos. American Crime Story: O Povo Contra O.J. Simpson é o mais completo livro sobre o caso, e foi escrito por Jeffrey Toobin, repórter que cobriu o julgamento para a revista New Yorker.


Embora o caso de O.J. Simpson seja bem famoso e conhecido, muitos ainda não sabem nem quem foi esse homem, eu mesma não conhecia sua história.
O.J. é um ex jogador de futebol americano, e era um ídolo para a nação americana.
O livro é narrado pelo repórter Jeffrey Toobin, que cobriu o julgamento para a revista New Yorker.
O.J. passou de ídolo a assassino, mas calma, que vou explicar tudinho sobre esse caso. Ele foi acusado de assassinar sua ex esposa Nicole Brown e seu amigo Ron Goldman. Nicole e Ron foram assassinados na casa de Nicole, e quando a policia chega ao local, acha uma luva marrom que foi usada pelo autor do crime.

Como O.J. era uma figura pública, os policiais decidiram ir até a sua casa e contar o ocorrido antes que a história viesse a público, só que quando chegaram lá, O.J. não estava, e mais, acharam o outro par da luva, além de acharem sangue na maçaneta de seu carro.

Ele acabou virando o principal suspeito do crime.
O livro conta minunciosamente todos os detalhes do julgamento, entre outras informações como, o primeiro depoimento de O.J., a perseguição, enfim.
O julgamento de O.J. acaba virando uma baixaria total, vamos ver muitos desentendimentos entre os promotores, advogados e etc, e o julgamento acaba indo para outro lado, fazendo com que a questão de ele ter sido acusado por assassinar sua ex e seu amigo seja deixado de lado, e ele esteja sendo julgado apenas por ser negro.
Ai entramos em uma parte em que a comunidade negra começa a protestar contra a promotoria, alegando que ele estava sendo vítima de racismo, que os policiais (que já tinham fama de racistas) estavam implantando provas para que mais um negro fosse preso.

E isso acabou ajudando com que o O.J. fosse inocentado. Seu advogada sabia que ele era culpado dos crimes, mas usou o racismo como válvula de escape, alegando que o policial e os outros envolvidos em sua prisão, estavam errados, e o culpado apenas pelo fato de ele ser negro.
O que me deixou mais incrédula, foi o fato de que o O.J. foi inocentado mais por essa questão de racismo, a comunidade negra acabou colocando muita pressão em cima da promotoria, e isso acabou dando a liberdade para O.J., e as provas todas acabaram sendo deixadas de lado, como as agressões cometidas contra Nicole.

Gente eu achei um absurdo, ele agredia a ex mulher e ela sempre chamava a policia, ai eles nunca fizeram nada, ai um belo dia ele acaba a agredindo de novo e mais uma vez, ela chama a policia. Chegando ao local o policiais queriam prender o O.J. que vira e fala "Tantas vezes que vocês vieram aqui e não fizeram nada, porque fazer agora?!", e eu fiquei tipo: AÃAA?
Hello, esse crime poderia ter sido evitado, e mais uma vez, podemos ver o que o dinheiro compra né. Ninguém quer ser o policial correto que irá prender um ídolo por agredir sua esposa.
O livro foi muito bem escrito e leva o leitor para dentro da história, eu que não conhecia a história, adorei! Mesmo que ele tenha sido inocentado, o que foi uma estupidez sem tamanho, valeu muito a pena.




67 comentários:

  1. 'Embora o caso de O.J. Simpson seja bem famoso e conhecido' nunca ouvi falar. Não sabia do que se tratava até o momento e se não fosse sua resenha, estávamos no mesmo barco. Então ele realmente era culpado e o advogado inescrupuloso usou uma causa legítima como o movimento negro para deixar livre um assassino? "Gente eu achei um absurdo, ele agredia a ex mulher e ela sempre chamava a policia, ai eles nunca fizeram nada" Sim, é um absurdo, pois estamos sempre em desvantagem.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, tudo bem?
      Então mulher, fiquei horrorizada com esse caso, "Ah ele é negro, mais um negro sendo preso injustamente por ser negro", esse caso virou um circo!
      Sim, as mulheres sempre estão, ainda mais quando estão cercadas pelos holofotes!
      Um beijo.

      Excluir
  2. Olá
    Ainda não conhecia apesar de achar q já vi essa capa em algum lugar irei da uma pesquisada pra ver se irei ou não ler mais fiquei curiosa pra tirar minhas conclusões ótima resenha.
    Bjjj

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, tudo bem?
      Fico feliz que tenha se interessado pela obra, um beijo.

      Excluir
  3. Oiii Rayanni, tudo bem?
    Menina eu tenho muita vontade de ler esse livro que você nem imagina, o que me lembra mesmo é uma série, mas pretendo dar mais uma pesquisada e ler para tirar minhas conclusões, ótima resenha e lindas fotos.
    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Morgs, tudo e tu?
      Haha, eu também tinha, eu vou iniciar a série amanhã, muito obrigada!
      Um beijo.

      Excluir
  4. Nossa, adorei a resenha, e despertou minha curiosidade pra ler o livro..

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, tudo bem?
      Fico feliz que tenha gostado, um beijo.

      Excluir
  5. Eu já um pouco sobre o caso de O.J. Esses lviros de crimes da Darkside me surpreendem!
    E também como os julgamentos nos E.U.A são bizarros, eles quasem se matam nisso. O que levou ele a ser julgado acabou virando outra coisa.
    Deve ser um livro muito bom.
    Beijinhos, Helana ♥
    In The Sky, Blog / Facebook In The Sky

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, tudo bem?
      A mim também, adorei este!
      Pois é mulher, virou um circo dos horrores.
      Um beijo.

      Excluir
  6. Olá! Olha, sua resenha me deixou bem indignada. Não conhecia a história O.J., mas só no que você escreveu já foi o suficiente. Tenho que concordar que muitos negros são condenados injustamente, imagino que há mais de 20 anos era muito mais frequente. Mas eles tinham provas de que ele era culpado! E ele batia na mulher! :O Como a fama pode fazer a pessoa ser julgada de uma forma diferente, né? =/ Gostei bastante da sua resenha!
    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, tudo bem?
      Pois é! Eu fiquei muito indignada também, pois é, dai o cara é preso por assalto no final :(

      Excluir
  7. Nossa, ultimante esculto muita gente falando desse livro.. já estou ficando curiosa para ler.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, tudo bem?
      Leia, aposto que ira adorar! Um beijo.

      Excluir
  8. Que história surpeendente a história de O.J. Simpson, infelizmente essas casos acontecem, o homem bate na mulher mas não é preso só porque ele é um ídolo, a lei é para todos, mas em alguns casos como o dele não é bem assim, excelente esse livro, fiquei curiosa pela história bjs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, tudo bem?
      Muito interessante, espero que leia, um beijo.

      Excluir
  9. Eu to assistindo a serie e ta demais!
    http://carolsthing.blospot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, tudo bem?
      Vou iniciar amanhã a série, um beijo.

      Excluir
  10. Eu assisti a série e realmente é algo que da nojo! Enquanto as pessoas só olham para o "racismo" no sentido "branco x negro"....essa história mostra o quanto existem pessoas que usam o "racismo" como escudo de defesa ao ponto de inocentar um assassino alegando que a promotoria queria apenas prender porque era negro. Vocês sabiam que foi a partir dessa caso que surgiram as Kardashians? O pai delas era amigo do O J.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, tudo bem?
      Pois é, não sabia, nossa!
      Um beijo.

      Excluir
  11. Este crime foi um absurdo mesmo, lembro na época em que ocorreu que eu fiquei pasma. Pior ainda é ver que todo mundo estava ciente do que ocorria e apoiaram o racismo para salvar o cara.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, tudo bem?
      Pois é, é bem tensa essa situação!
      Um beijo.

      Excluir
  12. Eu também nunca havia ouvido falar desse caso, nos EUA casos como esses sempre ganham bastante notoriedade. Fique de boa aberta também! É claro que sabemos do certo preconceito de alguns policias contra negros que é muito forte nos EUA e possa ser que de fato os policias tenham agido contra ele por isso, mas deixar que um crime passasse batido por causa de um questão racial é demais! Usando uma causa para defender um erro.

    Memórias de uma Leitora
    memoriasdeumaleitora.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, tudo bem?
      Pois é, foi um erro enorme! Vidas poderiam ter sido poupadas, e o pior é que ninguém pagou por isso!
      Um beijo.

      Excluir
  13. Caramba, não conhecia a história também e fiquei bem chocada, mas infelizmente é exatamente assim que acontece! A mulher pede ajuda inúmeras vezes para só tomarem uma atitude quando o pior acontece! É triste!

    MEMÓRIAS DE UMA LEITORA

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, tudo bem?
      Pois é, eu fiquei bem tensa com o desfecho, estou indignada até agora!
      Um beijo.

      Excluir
  14. Nao conhecia a história e fiquei muito indignada com o caso, que absurdo! Sei que é exatamente assim que acontece faz tempo, mas é de se chocar ainda acontecerem coisas assim. Triste demais...
    Mas parabéns pela resenha, ficou ótima!!
    Bjss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, tudo bem?
      Obrigada flor, realmente é um absurdo! Um beijo.

      Excluir
  15. oi
    Não conhecia nem o livro nem a série, mas achei interessante.
    Infelizmente isso acontece, a resenha ficou otima.
    bjo

    ResponderExcluir
  16. Olá, tudo bem?

    Eu era bem pequena na época do crime e acompanhei pelos jornais. Não li o livro, mas assisti a série - se ainda não viu, veja. O caso é um pouco mais complexo do que o jornalista colocou, ele não foi inocentado apenas porque usou-se a opinião pública, mas por erros dos policiais que não conseguiram, por exemplo, provar que a luva que "encontraram" estava mesmo na casa, que era um par da deixada no local do crime. Digamos que se o caso fosse falso, apenas um episódio de CSI, Mac Taylor mandaria prender os policias por obstrução e talvez conseguisse provar a culpa de OJ, se os policiais não tivessem feito tanta lambança.

    bjss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, tudo bem?
      Sim, eu conversei com pessoas que assistiram ao caso na época, e vi que é mais compexo, mas ainda é um absurdo!
      Um beijo.

      Excluir
  17. Nossa! Não conhecia esse caso, muito menos sabia que a Darkside tinha lançado um livro sobre ele.
    Imagino sua indignação, se apenas em ler sua resenha fiquei com uma interrogação na testa... como assim inocentado?????? Infelizmente a luta contra violência contra a mulher ainda tem um longo caminho a ser percorrido, muitos deturpam os acontecimentos e até acham que é apenas "frescura"...

    Bjs
    www.livrosdabeta.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, tudo bem?
      Concordo com você, é realmente um absurdo! Um beijo.

      Excluir
  18. Eu acho que ja conhecia esse caso mas não me lembro. Quantos casos são "abafados" por esse mundo afora ora porque os agressores são famosos ora porque pagaram muito bem ora por outros motivos menores.... isso é revoltante!!! Frustante! Mesmo assim acho que leria o livro, se o encontrar.

    Beijo,

    *seguindo o blog*

    O meu blogFanPageInstagramTwitterCanal no Youtube

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, tudo bem?
      Fico feliz que tenha se interessado, ele está a venda em várias livrarias físicas e online, espero que leia!
      Um beijo.

      Excluir
  19. Já ouvi falar de O.J. Simpson, mas nunca fiquei tão por dentro da história como fiquei agora através de sua resenha e sinopse do livro.Parece uma leitura bem intrigante e que prende nossa atenção.Fiquei curiosa para fazer esta leitura!

    ResponderExcluir
  20. Olá!

    Vim saber quem era esse cara quando saiu a série na Netflix. E tipo, é sério que ele tá livre, leve e solto? Ser negro deu carta branca pra ele sair matando a mulher e o outro rapaz, fiquei chocada com isso. Na verdade, acho que nem foi por causa da grana, mas alguns cegos de consciência que ficaram do lado do cara porque era negro e esqueceram do mais importante: duas pessoas foram mortas (será que eram negras também?).

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, tudo bem?
      Não, ele está preso por assalto a banco! Pegou muito anos, é realmente um absurdo!
      Um beijo.

      Excluir
  21. uau que resenha em amei parabéns pelo blog

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, tudo bem?
      Muito obrigada flor! Um beijo.

      Excluir
  22. Olá
    Eu lembro desse caso, na época se falou bastante mesmo, mas eu era pequena para saber os detalhes coisa e tal, esse livro deve ser muito interessante, os americanos gostam de transformar casos famosos em livros, além de achar esse cenário de bastidores muito interessante. Mas foi triste esse tipo de politização que se faz de casos de racismo.
    Mais uma vez a DarkSide arrasa.
    Quero ver a série que parece que já chegou no Netflix, e que foi muito bem premiada

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, tudo bem?
      Sim a série já está disponível, eu irei acompanhar também!
      Um beijo.

      Excluir
  23. Ola tudo bem??

    Dos livros da DarkSide estes de Serial Killer são alguns que não mantenho na estante, não havia me interessado, e apesar de não curtir o tema, sua resenha me propôs uma curiosidade sobre o caso.
    Eu não conheço essa história, costumo fugir de coisas assim, me machucam de mais, e saber que esse crime poderia ser evitado, é extremamente complicado. Pois a maioria poderia ser evitada.
    Mas infelizmente, além de duvidar da mulher, costumam simplesmente ignora-la.
    :( Vou parar por aqui pq se não escrevo um textão sobre o tema.
    Bju Rafa

    ResponderExcluir
  24. Eu nunca tinha ouvido falar dele e nem sequer da sua história, mas se ela for como você contou na resenha, preciso ler.
    Tipo, cheguei a pensar que ele era inocente, mas depois de tudo aquilo, nossaaaa. O pior de tudo foi ele ser liberto mesmo com as provas, por conta do racismo.

    ResponderExcluir
  25. Eu acho que esse caso foi um dos primeiros a ser amplamente divulgado que tem dois assuntos tão latentes: violência contra a mulher e racismo. Não sei como o autor abordou bem a questão, mas pela sua resenha parece que fatos históricos (que foram realmente importantes para entender o contexto da pressão contra a promotoria) não foram bem detalhados. Na época que ocorreu o crime, haviam sido assassinados muitos negros pela polícia e a maioria inocente. Fora que houve alguns casos da polícia prender negros inocentes como culpados de crimes, mesmo testemunhas falando que os suspeitos eram brancos... Esse foi o principal motivo que levou as manifestações sobre racismo serem levadas mais em conta que provas. Além disso, as provas não eram realmente provas. O sangue na maçaneta não foi identificado e a luva estava ao lado de fora da casa, se não me engano. Tem também o contesto histórico que a agressão contra a mulher não era algo anormal na época... infelizmente!
    Bjos

    ResponderExcluir
  26. Olá... tudo bem??
    Menina do céu que história foi essa??? Estou perplexa... sim ainda fico chocada com algumas coisas, infelizmente, porque do jeito que está o mundo... achava que seria muito difícil me chocar com algumas coisas... embora eu não tenha conhecimento sobre este cado, fico passada que o cara ainda tenha sido inocentado de suas barbaridades... nossa... ridículo isso, mas enfim né... sua resenha ficou bem escrita e eu gostei muito do que encontrei aqui, o livro parece bem desenvolvido. Xero!

    ResponderExcluir
  27. Oiii!

    Eu conhecia por nome, mas não sabia muito sobre o contexto da história, não sabia do lançamento do livro e fiquei curiosa para ler e conhecer um pouco mais profundo. também quero assistir a série <3

    Beijnhos

    ResponderExcluir
  28. Olá! lembro do caso e já vi inúmeros documentários sobre o mesmo, na época tinha 9 anos e foi uma repercussão mundial. Tanto que virou série e livro. A discovery channel fez um documentário bem interessante sobre o tema. Parabéns pela sua resenha. Beijos!

    ResponderExcluir
  29. Olá, já ouvi falar bastante dessa obra, mas ainda não tinha lido nenhuma resenha. Adorei a sua!
    Quero muito ler também.

    Abraços

    ResponderExcluir
  30. Lembro do fato ocorrido mas confesso que esqueci os detalhes, eu gostei do livro já pela capa, acho que deve ser uma leitura interessante, se achar por aqui compro, gosto desse tipo de leitura!
    Bjs ❤
    Minda

    ResponderExcluir
  31. Amei a resenha, confesso que despertou um interesse em ler essa obra.

    ResponderExcluir
  32. Gostei da resenha e achei super interessante o livro já até anotei o nome para ver se acho aqui por perto
    Anotado e agendado

    Beijos
    Rafael

    ResponderExcluir
  33. Oi! Pelo visto eu sou a velha aqui, pois não só conhecia o caso como acompanhei parte do julgamento na época em que ocorreu (1995, eu tinha 15 anos e foi motivo de debate na minha escola). A questão do racismo nos EUA é ainda muito delicada e cheia de controvérsias, muito mais do que o movimento feminista. Agora precisamos pensar, ele era uma figura pública e deu nisso... quantos julgamentos parecidos de pessoas desconhecidas não terminaram da mesma forma? Triste né, ver que a vida das mulheres vale tão pouco...

    ResponderExcluir
  34. Eu vi esse livro e lembro que na época ficou com muita curiosidade de ler e nem sei pq não comprei, agora vendo sua resenha me lembrei dele e já anotei para dessa vez eu não esquecer rs

    ResponderExcluir
  35. Eu não conheço, achei bem interessante pra quem gosta do gênero, como meu noivo! Vou anotar o nome para falar a ele.

    Alana zoz

    ResponderExcluir
  36. Olá,tudo bem?
    Confesso que não conhecia esse livro, mas amei a premissa.
    Sem falar que como sempre a edição da Darkside está maravilhosa não é?
    Sua resenha me deixou muito instigada.
    Dica anotada.
    Parabéns pela resenha.
    Beijos

    ResponderExcluir
  37. oie
    Gostei bastante da sua resenha.
    acabou de sair tb a mini serie na Netflix.
    esse caso foi muito comentado qdo aconteceu o crime.
    estou louca para ler o livro.
    bjs

    ResponderExcluir
  38. Heiii, tudo bem?
    Nossa, nao sabia que tinha o livro!!
    Eu vi "povo contra O.J. Simpson" como série e fiquei bem curiosa com tudo, nao sabia disso tudo e fiquei curiosa por mais, tb achei um absurdo ter sido inocentado, mas enfim.... injustiças a gente ver tanto que revolta mesmo.
    A capa está linda, e a edição da dark é perfeita, como sempre.
    Beijos.

    Livros e SushiFacebookInstagramTwitter

    ResponderExcluir
  39. OI!!

    Já conhecia essa história e fiquei sabendo que algum tempo depois ele confessou o crime, mas ninguém pode fazer nada pq já havia sido julgado. É a velha questão de usar um problema presenta na sociedade como arma e absolver bandidos. O problema nesse caso é o racismo que realmente é bem constante dentro do núcleo americano e decorrente disso usaram como uma ferramenta para inocentar um assassino. Abraços!

    ResponderExcluir
  40. Olá linda,

    Como a sociedade é uma caixinha desagradável de surpresas. Eles inocentam um homem violento e criminoso, porque acham que ele que é vítima de racismo. O que piora nos EUA é a mídia que ajuda na decisão incoerente da população. Ao invés de mostrarem os fatos e provas, alimentam uma ideia incabível de ato racista e ajudam o advogado a livrar seu cliente da prisão, assim contribuindo para as estatísticas sobre a impunidade contra atos de violência contra as mulheres.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  41. Infelizmente retrata a realidade né? Homens violentos que nunca são punidos pelos seus crimes pois estamos em um mundo corrupto e machista, muito complicado. Parece um bom livro, mas sinto raiva quando vejo essas coisas.

    ResponderExcluir
  42. Oi Rayanni!
    Esse tipo de publicação, contexto e situação causam bastante revolta, né? Odeio a forma como a justiça pode ser moldada em prol dos interesses de um.
    É realmente triste de O.J. tenho sido inocentado. Que horror!
    E sua resenha é o livro me lembram How to get away with murder. Comecei a ver a série domingo e é muito parecido, acho.
    Bj

    ResponderExcluir
  43. Olá, tudo bem? Nossa apesar do caso parecer bem famoso, confesso que não o conhecia e ainda mais que tinha um livro dele. De fato achei um crime horrendo e fiquei curiosa para saber mais sobre ele. Dica anotada e ótima resenha!
    Beijos,
    diariasleituras.blogspot.com

    ResponderExcluir
  44. Hummm, gostei do gênero do livro, o assunto, parece ser cheio de mistério, deu vontade de lê, rs. Amei a Diica :*

    ResponderExcluir
  45. oiii
    Nossa faz tempo que não seio um livro de nã0-ficção, esse caso me lembrou o do goleiro Bruno, fiquei curiosa para fazer a leitura deste livro.

    ResponderExcluir