{RESENHA} DEPENDENTES, BABI DAMETO.

Livro: Dependentes 
Autor: Babi Dameto 

Páginas: 494
COMPRE AQUI


Sinopse: Quanto o amor pode machucar, ou o quanto ele pode curar? Podemos nos tornar dependentes de tal sentimento? A falta dele também pode causar cicatrizes irreparáveis, amar muitas vezes um sentimento benevolente, embargo às vezes egoísta. O amor fere, mas também pode curar uma alma fragilizada pelos infortúnios da vida. Brooke teve seu destino selado no dia em que nasceu. Seu rosto era o seu bálsamo, mas também se tornou ruína de sua infância. Sozinha, sem amor e carinho, teve que crescer sem afeto. Tropeçando na solidão e amargura em paredes frias de um internato, mas agora ela está de volta, no local que nunca deveria ter saído. Encaminhando-se para retomar a sua vida e descobrir o seu lugar no mundo, de preferência, longe de seu pai. Em seu caminho, Brooke cruza com o sentimento mais audaz exis-tente eo que ela nunca desfrutou: o amor ardente. E ele vem na forma perigosa de músculos, arrogância, traumas e incríveis olhos a-zuis. 
Será prudente deixar ruir como muralhas duramente erguidas para regozija-se de um sentimento tão traiçoeiro?



No livro "Dependentes", vamos conhecer a história de Brooke e Kevin.
Brooke foi criada em um lar cheio de amor, até o dia em que sua mãe falecera.
A partir daquele dia, sua vida nunca mais foi a mesma, ou pelo menos, parte dela.
Apos esse trágico episódio, seu pai acaba a rejeitando e abandonando Brooke, que vai parar em um em um internato.
Treze anos, muito tempo, e nesse tempo todo, Brooke acaba deixando sua inocência, e acaba tendo que amadurecer, cedo demais.
Seu pai deixou sua fraqueza tomar essa decisão, não conseguia olhar para sua filha e ver sua esposa.


Entrando na estufa, ela abaixou-se no chão e começou a fazer exercícios de respiração, ela precisava se acalmar, a tentação era maior do que ela poderia controlar. Mas tinha que ser capaz, ela precisava se libertar.

Já Kevin, perdeu seu pai muito cedo, e isso fez com que ele se afastasse de sua mãe, por culpa-la pelo suicídio de seu pai.
Ele era muito revoltado, e precisa descarregar todo o ódio e raiva que o consumia, e acabou entrando para a luta ilegal, onde bater em pessoas, tornou-se seu principal remédio.

A vida de ambos acabam se cruzando, e Kevin vê em Brooke, seu reflexo de dor, abandono, ódio, e raiva.
Será que as feridas causadas no passado, poderão ser curadas por amor.

Brooke foi muito machucada, e precisa recolher os cacos que seu passado deixara.


Enlouquecida e com raiva, além de alterada, ela caminhou até sua bolsa no armário e vasculhou atrás da lâmina, ela lhe daria todo o conforto, ela lhe faria esquecer o quão fodida e complicada ela era de não ser capaz sequer de beijar alguém sem o afastar.

Ambos tem fantasmas do passado, e encontram um no outro a esperança de uma vida feliz e repleta de amor, mas os obstáculos e empecilhos, estarão bem presentes na relação do casal, será que eles irão encontrar o seu final feliz?

De alguma forma , ela a deixava confortável, suas palavras pareciam sinceras, talvez ela pudesse confiar. Estava cansada de carregar a dor sozinha, ela já não vivia mais no internato, precisava desprender-se.

Eu gostei muito da escrita da autora, e todo o drama que ele pôs no caminho dos personagens, eu confesso, que lágrimas rolaram.
A narrativa é em terceira pessoa, e assim conseguimos ter uma ampla visão da história e dos personagens, tanto os principais, quanto os secundários.
Brooke é aquele personagem frágil que tenta ser transparecer uma imagem de mulher forte.
E Kevin, ah Kevin... O que falar desse Deus das lutas? Fiquei apaixonada nesse homão!!!

A escrita da Babi é leve, e tem o poder de prender o leitor do começo ao fim, e posso afirmar que já quero ler outras obras da autora.


16 comentários:

  1. Que lindoooooooooooooo!!! Surtando aqui <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah sua linda ♥ Fico feliz que tenha gostado!

      Excluir
  2. Oiiii
    Que livrão, heim... Literalmente um livrão!
    Eu não sou uma grande fã de romances, não sei se compraria o livro, mesmo com uma leitura leve e que nos prende...
    Que bom que foi uma boa leitura pra vc!
    Bjoo

    ResponderExcluir
  3. Oi, adorei sua resenha e a história do livro. Já quero, amo um bom romance com drama no caminho e com quase 500 paginas é bom que realmente seja apaixonante rsrsrs Já anotei na lista. Bjs

    ResponderExcluir
  4. Oiii lindinha, tudo bem?
    Infelizmente dessa vez a obra não despertou meu interesse por isso irei pular a dica, mas fico feliz que tenha gostado e assim trazido para nós a resenha, muito sucesso.
    Abraços

    ResponderExcluir
  5. Adorei a indicação! Autora nacional, livro independente, enredo promissor... Tem tudo para ser um excelente leitura! Dica anotada!

    Bjos

    ResponderExcluir
  6. Olá linda,

    Eu gostei bastante desse drama dos personagens, porque traz mais empatia da nossa parte com nós. Somos levados a conhecer mais dos conflitos internos humanos e quais as consequências de um abandono oriundo de perdas em família.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  7. Nossa, quanto sofrimento! :( Já estou torcendo para que os dois possam encontrar conforto e amor um no outro, que havia sido cruelmente tirado de cada um por conta da morte de seus entes queridos. Amei a sua resenha! Não conhecia esse livro, mas já fiquei curiosa para ler. Adorei a capa, achei bem hot haha! Vou adicionar com certeza a minha lista, bjss!

    ResponderExcluir
  8. Olá, tudo bem?

    Estou fazendo pesquisas sobre o tema de co-dependentes, pessoas que se "anulam" em nome do amor, as não sei se tenho estômago para encarar uma história completamente baseada em pessoas assim.
    Bela resenha, mas "as lágrimas rolaram" não é algo que eu queira no momento.

    bjsss

    ResponderExcluir
  9. Olá, tudo bem???
    Nossa gente, me deu uma vontade de chorar, com tanto sofrimento... eles tinham que se encontrar... precisavam um do outro, apesar de tantos contratempos. A vida nos coloca em cada cilada não é mesmo? Eu gostei muito da premissa da história... só não curti a capa. Xero!

    ResponderExcluir
  10. Olá! Parece ser bem interessante, mas, no momento, não é o que estou procurando. Preciso de leituras mais leves. Pode ser que no futuro dê uma chance. Obrigada pela dica! Abraços!

    ResponderExcluir
  11. Olá!

    Parece ser uma boa leitura, mas não me chamou tanto a atenção, não é a leitura que procuro no momento. A capa também não é muito bonita, tem até um erro de digitação. Mas que bom que curtiu a leitura!

    ResponderExcluir
  12. Oi, tudo bem?
    Parece ser uma história ótima! Gosto bastante desse estilo em que os personagens precisam enfrentar seus traumas para conseguirem viver juntos. Quero ler, com certeza.
    Bjs!

    ResponderExcluir
  13. Eu não tava pondo muita f[e em querer ler e tal, mas quando você disse que lágrimas rolaram eu me convenci. O que posso fazer? Simplesmente terei que ler e ver como eles superam seus traumas.
    bjs
    Elisabete

    ResponderExcluir
  14. Olá!
    Gostei da sua resenha e a premissa do livro parece interessante para quem gosta do gênero.
    Vou deixar a dica passar, pois não leio livros desse gênero e olha que não foi por falta de tentativa, mas quando um gênero não encaixa com a gente não tem jeito!
    Abs e parabéns pela resenha ^^

    ResponderExcluir
  15. Olá Ray!
    Esse é o tipo de romance que eu amo e leio sempre, casos onde os personagens precisam vencer seus demônios pessoais e encontrar um amadurecimento pessoal e emocional. Amo livros assim e sua dica já esta super anotada.

    beijokas

    ResponderExcluir